Marketplace: um lugar para crescer e aparecer

Marketplace: um lugar para crescer e aparecer

Com o faturamento de R$ 41,3 bilhões apenas em 2015, e uma projeção de crescimento ainda mais promissora neste ano, prevista para 18%, segundo dados da E-bit e ABComm, respectivamente, já não é surpresa que o e-commerce brasileiro vive seu momento de ascensão, e estar presente no comércio eletrônico deixou de ser tendência para se tornar uma real necessidade para vários tipos de negócios.

Para acompanhar essa evolução do mercado, diversos caminhos também já podem ser adotados para aumentar as vendas, e não precisam estar diretamente ligados à criação de uma loja virtual inicialmente.

O mercado de marketplaces, que chegou a faturar R$ 9 bilhões em 2014, conta com muito espaço para quem deseja ingressar no universo online ou expandir seus canais de venda.

Embora os lojistas já optem por vender em um marketplace atualmente, muitos não têm ideia do impacto e das potenciais mudanças que podem acontecer em seu negócio.

Se os grandes varejistas online se beneficiam com a estratégia de marketplace, os seus parceiros também ganham ao se associarem a um grande e-commerce. Um dos benefícios mais observados em curto prazo para o negócio é o aumento expressivo do número de clientes devido à exposição para um tráfego maior de consumidores e pelo fato de estar respaldado pelas principais marcas do mercado online.

Além disso, quem opera em marketplaces também conta com benefícios em relação ao marketing, comunicação e toda a infraestrutura, como o atendimento ao consumidor, sistemas de pagamento e tudo que esteja relacionado ao uso de uma plataforma tecnológica de ponta para a venda dos produtos.

Apesar dos benefícios, o marketplace também requer uma boa gestão

Contudo, não basta apenas ingressar no marketplace para alcançar resultados significativos. Na verdade, o lojista estará diante de novos desafios já que terá mais atribuições além de todos os processos diários de sua loja física ou virtual.

Por isso, como em qualquer negócio, é necessário um bom planejamento e o acompanhamento do mercado para aproveitar oportunidades e garantir condições diferenciadas para os clientes.

Além do planejamento, é importante priorizar mais alguns pontos-chave para que a sua operação em marketplace tenha sucesso, como o cadastro e categorização de produtos, bem como a qualidade das imagens, gestão de ofertas, a escolha de um bom produto para trabalhar com ofertas e, claro, identificar o melhor marketplace para a venda dos seus produtos.

Nessa perspectiva, a ajuda profissional na gestão de vendas para marketplaces pode ser a oportunidade de potencializar sua lucratividade. Empresas que já visualizam essa nova realidade do comércio se capacitam para realizar a terceirização do serviço para os varejistas com as principais atividades que compreendem a gestão de um marketplace.

Lembre-se: o marketplace é uma ótima alternativa para alavancar suas vendas, mas é preciso muito planejamento, cuidado e conhecimento para realizar a gestão de todo o processo nesse ambiente. Experimente seguir essas sugestões para que as suas chances de sucesso sejam ainda mais altas.

POR:

Share